(31) 3228-3333

COLUNA DO DR. RODRIGO BUSTAMANTE -

*Rodrigo Bustamante

A construção de um planejamento estratégico tem por finalidade fornecer um direcionamento a ser seguido pela organização de forma a garantir o alinhamento de informações, a identificação de responsabilidades, a sistematização de prioridades e o estabelecimento de meios para medir a execução da estratégia, visando ao alcance dos interesses institucionais. Assim, a estratégia está vinculada à melhor utilização dos recursos disponíveis à organização — humanos, tecnológicos e financeiros — com o intuito de orientá-la para melhoria de seu desempenho.

Nesse sentido, a estratégia não deve ser algo estanque, mas um processo de orientação em um contexto sujeito a mudanças. Por esse motivo, o planejamento estratégico da PCMG tem passado por revisões, desde quando começou a ser utilizado como instrumento de gestão, ainda em 2010, buscando adequar suas ações às melhores práticas gerenciais, bem como aperfeiçoar seus processos e qualificar a atuação de seus servidores.

Não por acaso, nos últimos anos a PCMG tem convergido esforços para conferir maior efetividade e constância às suas ações para cumprimento de sua missão constitucional. Os números que seguem ilustram esse esforço.

Foram concluídos 1.646.126 Inquéritos policiais, emitidas 7.133.116 carteiras de identidade e realizados 1.648.978 Laudos periciais e médico-legais entre os anos 2015 a 2019.

Somente no ano de 2019, a Polícia Civil de Minas Gerais realizou 1.166 operações policiais com foco no combate à organização criminosa, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, crimes violentos e tráfico de drogas, dentre outras. Ainda foram realizadas 15.887 formações, aperfeiçoamentos e capacitações por nossa Academia de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais.

No planejamento estratégico para o ano de 2020 e seguintes, as diretrizes estratégicas priorizadas pela instituição estão em consonância com as dispostas no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI) para a área da segurança pública, sendo eles: contribuir para redução da criminalidade no Estado, buscar meios para modernizar a instituição, melhorar a comunicação relativa à segurança pública com a população, fortalecer as atividades correcionais, investir em inteligência de segurança pública, aprimorar a maturidade institucional coletiva entre órgãos de segurança e proteção pública e focar na desburocratização e na ampliação do uso das tecnologias digitais para melhorar as atividades das forças de segurança pública.

“Na essência anímica do meu sangue o propósito impessoal de engradecer a pátria e contribuir para a evolução da humanidade” (Fernando Pessoa), da mesma forma, a PCMG, busca o fortalecimento institucional, para contribuir ainda mais na evolução do sistema de segurança pública...A Polícia Civil segue avante!!

FONTE: Jornal O Tempo