(31) 3228-3333

MANIFESTO DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA DE MINAS GERAIS

Os profissionais de segurança pública do Estado de Minas Gerais, neste momento de dor, sofrimento e perdas de vidas se solidariza com as famílias das vítimas da tragédia do rompimento da barragem do córrego do feijão, no município de Brumadinho.

Neste ato reafirmamos o compromisso solene de servir, e proteger, mesmo com o sacrifício da própria vida, como desiderato para a construção de uma sociedade justa, solidária, e mais fraterna.

Vivemos momentos difíceis, e sabemos da crise financeira e fiscal que atravessa o estado, assim como temos convicção de que será enfrentada e superada com trabalho, honestidade, transparência, austeridade e rigor na gestão e administração do Estado.

Por outro lado, os agentes da segurança pública, e suas famílias amargam a mais de 03 anos, o parcelamento, o atraso no pagamento dos salários, sem nenhum reajuste salarial, com suspensão nos serviços de assistência à saúde, e laboratoriais por falta de repasses dos recursos para o Instituto de Previdência dos Militares – IPSM, e para piorar sem pagamento do 13 salário de 2018 até a presente data.
Ao contrário os pagamentos de salários, incluindo 13, vantagens, benefícios, e os imorais e injustificáveis auxílios, do poder Judiciário e Legislativo, Ministério Público, Tribunal de Contas, e Defensoria Pública estão rigorosamente em dia. 

E para agravar o poder Judiciário ainda se deu um aumento de 23,5%, elevando o salário de Ministros e Desembargadores para míseros R$39.000,00, com efeito cascata para juízes de todo país. 

E mais recentemente o Ministério Público aprovou auxílio saúde no importe de 10% sobre os vencimentos, alheio a crise e a inadimplência do estado.

Nossa luta é por direito, respeito e dignidade, não por sermos uma profissão e atividade essencial, mas porque somos a força especial de proteção, guarda, socorro, segurança, confiança e acolhimento nas tragédias, catástrofes, calamidades, acidentes, e mesmo quando a dor e o sofrimento consumem a todos, mantemos a esperança e a vontade firme de salvar e proteger vidas.

Por isto rogamos o apoio dos cidadãos, dos deputados, e da imprensa mineira na luta justa, legitima e leal ao interesse público pelo pagamento integral do 13° salário de 2018, pagamento do salário no 5° dia útil, e o repasse dos recursos para o imediato pagamento dos serviços de assistência à  saúde.

Belo Horizonte, 03 de Fevereiro, de 2019

MOVIMENTO PACIFICO DE DEFESA DA DIGNIDADE DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA E FAMÍLIA.